Qual a diferença entre seguro saúde e plano de saúde

Qual a diferença entre seguro saúde e plano de saúde. Você ainda não sabe o que é umas diferenças entre o seguro saúde e o plano de saúde? Hoje vamos te explicar sobre os dois.

O que é o Plano de Saúde

O plano de saúde é um serviço oferecido por operadoras, empresas privadas, com intuito de prestar assistência médica e hospitalar.

A assistência à saúde é um direito de todos e um dever do Estado. Esta garantia está disposta na Constituição Federal do Brasil, mas, não é suficientemente eficaz para atender toda a população. Por isso, o Estado permite à iniciativa privada a prestação de serviços médicos e hospitalares como forma de assistência complementar à saúde.

Assim surgem os Planos de Saúde Privados. A pessoa assina um contrato com uma operadora e se torna inscrita em determinado plano daquela empresa.

Passa, através do pagamento mensal de sua mensalidade, a ter a garantia da cobertura de seus gastos médicos, hospitalares e ambulatoriais prestados por sua Rede Assistencial (o conjunto de médicos, hospitais, exames ligados ao seu plano).

Vale lembrar que as propostas e contratos oferecidos pelas operadoras estão submetidos às regras da lei 9.656/98 e ao Código de Defesa do consumidor.

O setor de saúde suplementar reúne mais de 2000 empresas operadoras de planos de saúde, milhares de médicos, dentistas e outros profissionais, hospitais, laboratórios e clínicas. Toda essa rede prestadora de serviços de saúde atende a mais de 42 milhões de consumidores que utilizam planos privados de assistência à saúde para realizar consultas, exames ou internações.

O que é o Seguro Saúde

O seguro saúde trata-se de um seguro no qual você paga o prêmio mensalmente e a seguradora te reembolsa – de acordo com o estipulado em contrato – pelas despesas médicas, ou seja, o segurado possui livre escolha, tanto em relação ao médico, quanto ao laboratório ou clínica, entre outros procedimentos.

Porém, o reembolso nem sempre é de 100%, pois irá depender da abrangência da cobertura de serviços – que no caso do seguro saúde pode ser padronizado.

O seguro saúde não fica restrito a uma rede de atendimento, já que você pode escolher onde e com quem deseja ser atendido.

Dessa forma, a liberdade de escolha pode fazer toda a diferença, principalmente na hora que precisar de um especialista. O plano de saúde muitas vezes é regional e o médico que você gostaria pode não fazer parte da rede credenciada.

No seguro saúde existe a possibilidade de solicitar reembolso, o que pode ser um diferencial importante, dependendo do dimensionamento do seu orçamento.

prêmio: receita recebida pela operadora pelo contrato firmado.

O que é Sinistro?

No mercado de seguro, sinistro  refere-se a qualquer evento em que o bem segurado sofre um acidente ou prejuízo material. Representa a materialização do risco, causadora de perdas financeira para a seguradora.

O processo de avaliação do sinistro inclui: apuração de danos, onde se procura levantar causa, natureza e extensão das avarias, podendo ser feito mediante a vistoria, registros policiais e outros; regularização, onde se analisa se o evento está coberto ou não e definir quem será o beneficiário e qual o valor da indenização.

Qual a diferença entre seguro saúde e plano de saúde

Tanto o plano de saúde quanto o seguro saúde têm o mesmo objetivo: oferecer assistência médica e hospitalar aos seus clientes. A diferença é que, no caso do seguro saúde, o beneficiário tem liberdade de escolha de médicos, hospitais e laboratórios.

Com o seguro saúde é possível consultar profissionais e entidades que não sejam conveniados. O reembolso com gastos médicos neste serviço é valido por todo o país, porém, o valor vai depender do tipo de seguro contratado.

Já no plano de saúde, os segurados têm o serviço de assistência médica prestado pelos profissionais e estabelecimentos credenciados pela operadora. Existem também categorias de planos que podem oferecer a livre escolha com reembolso, mas, neste caso, é necessário constar esta opção no contrato.

Vale lembrar que a ANS é a responsável por fiscalizar e regulamentar tanto os planos de saúde quanto os seguros saúde – este último desde 2001, com base na Lei 10.185/01. Por isso, em caso de dúvidas, a agência pode ser acionada pelos beneficiários, bem como as operadoras e seguradoras.

Leia Também: